10 de mai de 2017

Porta-memórias


Claramente "blogueira" não está entre as cinco palavras que me classificam pois certamente é merecedora desse título quem, ao menos, faz um post por mês, hahaha. Mas manter o link desse blog em algumas redes sociais me faz crer que isso aqui tem algum propósito, e aqui tem tanta causos...

Depois da balela introdutória, como sempre, eis o que justifica essa postagem: por que ter um blog?

Eu tenho blog desde os meus 12 anos. Eu queria criar um flog, mas blog era a palavra mais aproximada de flog que eu vi no menu da AOL. Nessa época descobri a internet e meus pais ficavam loucos pois eu passaria a ficar mais de 1 hora online e, oras, internet discada, o telefone ficava off, então eu tinha que convencer que o que eu fazia ali era muito importante.

Ctrl+c e V foram um grande avanço na minha vida. Eu digitava todo o código para colocar os gifs piscantes feitos pela falecida Candy Dolls. Eu nunca tive dificuldade para escrever pois inventar assunto era o que eu mais fazia para manter o blog. Também o blog sempre foi um meio de expressão: sempre fui fechadona, e expor aqui o que eu vivencio, acredito sempre foi uma boa ideia.

Depois de ler esse texto do Pablo Cerdeira, reafirmo ainda mais: tenham um blog! Eu fico encabulada toda vez que alguém fala que leu meu blog, mas poxa, aqui só está em texto e imagens selecionadas o que, certamente, eu contaria para alguém em uma conversa descompromissada. Pablo diz em seu texto:

"(...)você não precisa ser alguém com conteúdo original para ter seu próprio blog. E nem é preciso ter a ambição de ter um blog super visitado. Basta que você queira ter maior controle sobre seu conteúdo, em especial se você está pensando no médio e longo prazo. Pense em um blog não necessariamente como um site de uma empresa, que tem que estar sempre atualizado. Pense mais como um espaço seu aberto a quem interessar, que você controla, e que pode servir como uma espécie de backup das coisas que você acha interessante e que gostaria de compartilhar com os outros."

Que assim seja para todos! Por mais que ter um blog virou uma oportunidade de carreira, quantos blogs perdem a identidade justamente por ter fins além do de ser um "porta-memórias"?
Ester Sabino
Ester Sabino

Gosto de muitas coisas, e cada coisa que compartilho aqui são para, na verdade, guardar coisas que me fazem bem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente nesse post! Não se preocupe, visito todos os blogs que deixarem o link aqui :)